PATRICIA SECCO

Papat

Patricia Secco nasceu em 1957. No Brasil fez a Faculdade Benneth de Arquitetura, no Rio de Janeiro, logo trabalhou com grandes nomes na arquitetura, como Paulo Casé e Luis Acioli.
Em 1989, foi morar nos EUA, aonde cursou a Faculdade The Corcoran School of Art, em Washington DC.
Largou a carreira de arquiteta e se tornou artista plástica, aonde expõe há 30 em vários lugares do mundo e por ser carioca, concentra mais suas exposições no Rio de Janeiro.
Inspirada sempre pela exuberante natureza que cercou sua infância e adolescência no Brasil, seu trabalho caracteriza-se pelos motivos coloridos e fortes, balanceados por um suave e elegante toque feminino.
Casada com economista de Meio Ambiente, Sergio Margulis, sempre respirou e se preocupou com a mãe terra.
Por isso seus temas são sempre a natureza e suas consequências.
Suas exibições Individuais incluem Nova York, Paris, Roma, Londres, Berlim, Marselha, Washington DC, Miami, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro.
Participouda famosa Bienal de Florença em 2005, e ganhou numerosos prêmios e menções honrosas ao longo de sua carreira. Foi convidade para expor na Vienal de Veneza, mas com a Pandemia, não aconteceu ainda.
Sua arte é publicada em várias revistas de Arte, livros, matérias na TV Globo, no jornal O Globo, revista Veja, revista Vogue e no Jornal do Brasil.

Exposições Solo, Exposições Coletivas e Prêmios

 

EXPOSIÇÕES SOLO

 

Gallery 32 – Londres, Inglaterra – Maio/2017

Artã Galeria – Rio de Janeiro – Agosto/2016

Galeria do STJ – Brasília – Março de 2016

Museu do Meio Ambiente do Jardim Botânico do Rio de Janeiro – Outubro de 2015

Galeria CCBB – Brasília – Setembro de 2014

Galeria Alexandra Archer – Rio de Janeiro – Abril de 2013

Galeria Azeredo da Silveira – Washington DC, Estados Unidos – Junho de 2010

Galeria Patricia Costa – Rio de Janeiro – Agosto de 2009

Galeria do Centro Cultural Cândido Mendes – Rio de Janeiro – Agosto de 2007

Gallery 32 – Londres, Inglaterra – Abril de 2007

Universidade de Maryland – Washington DC, Estados Unidos – Março de 2007

Galeria Solange Rabello – Miami, Estados Unidos – Março de 2006

Centro Cultural Laura Alvim – Rio de Janeiro – Setembro de 2005

Galeria Candido Portinari – Roma, Itália – Novembro de 2004

Galeria Art H – Lisboa, Portugal – Setembro de 2004

Galeria da Caixa Econômica Federal – São Paulo – Julho de 2004

MARCO – Museu de Arte Contemporanea de Mato Grosso do Sul – Dezembro de 2003

Galeria da Caixa Econômica Federal – Brasília – Junho de 2003

Galeria Debret – Paris, França – Abril de 2002

Galeria da Embaixada do Brasil – Berlim, Alemanha – Março de 2002

MNBA – Museu Nacional de Belas Artes – Rio de Janeiro – Fevereiro de 2001

 

EXPOSIÇÕES COLETIVAS

 

Art Basel – Scope – Miami, Estados Unidos – Dezembro de 2015

Bienal de Miami – Miami, Estados Unidos – Junho de 2013

Art Basel – Miami River Center – Miami, Estados Unidos – Dezembro de 2012

Musée du Tapicerie – Aix en Provence, França – Julho de 2011

Art Basel – Galeria Nina Torres – Miami, Estados Unidos – Dezembro de 2010

Galeria Broadway – Nova York, Estados Unidos – Outubro de 2010

Cowparade – Rio de Janeiro – Março de 2007

Galeria Solange Rabello – Miami, Estados Unidos – Maio de 2006

5a Bienal Internacional de Artes Visuais – Liege, Bélgica – Março de 2006

1a Bienal Internacional de Florença – Fortezza de Basso, Itália – Dezembro de 2005

Galeria da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro – Rio de Janeiro, Brasil – Julho de 2005

 

PRÊMIOS

 

PANDAMANIA – Panda Alice – Washington DC, Estados Unidos – Setembro de 2004

Medalha de Arte Joaquim Noberto – Academia Brasileira de Escritores – Rio de Janeiro, Brasil – Outubro de 2001

Troféu Mulheres na Arte – Academia Internacional de Cultura – Brasília, Brasil – Março de 2001

Menção Honrosa – Quadro “Hibiscus de Seda” – Museu da Mulher – Washington DC – Novembro de 1997

Primeiro e Segundo lugares – Quadros ” Reflexos” and “Fascinação”. Competição do Jardim Botânico do Rio de Janeiro – Fevereiro de 1997

Menção Honrosa – Quadro “O Som das Orquídeas” – Tavern Museum – Washington DC – Julho de 1996

Menção Honrosa – Quadro “A Flauta de Amarillis” – Mansion Gallery – Washington DC – Setembro de 1996

Primeiro lugar – Quadro “Orthophytum Burle-Max” – Sociedade Brasileira de Bromélias – Rio de Janeiro, Brasil – 1995